6 de junho de 2009

Observe o Mundo do seu PC:

3D World Map v2.1 - (2009)

 

Veja a Terra em 3D neste lindo programa que pode se transformar em um protetor de tela cheio de informações.
Ao ver a Terra no espaço você terá informações e referências de 269 países e entidades, localizando e comparando mais de 30 mil cidades, observando distância entre dois pontos, amplificando nível de altitude e muito mais.

Tamanho: 4,5 Mb
Formato: Rar
Idioma: Inglês

DOWNLOAD

Pesquisa revela como o nosso cérebro lê as palavras

De aorcdo com uma peqsiusa de uma uinvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e a útmlia Lteras etejasm no Lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não Lmeos cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo. Sohw de bloa! Fixe seus olhos no texto abaixo e deixe que a sua mente leia corretamente o que está escrito: 35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!

5 de junho de 2009

Uma questão de prioridade !

Numa sexta à noite, é uma questão de prioridade total decidir onde colocar a cerveja. Use sua criatividade e inove. Tin Tin ! ! !

O pacote de tradução para o Windows 7 já chegou !

Language Pack PT-BR Win7 RC

Como instalar o Language Pack PT-BR do Windows 7 RC ! Você que não aguardou a data oficial de lançamento e já está usando a versão RC, se esta cansado do windows em Inglês, Instale já o Pacote de Língua Portuguesa BR) !   Nota: Antecipe-se e esperimente.

download aqui.

 

Compujob lança computador ecológico

Eco Focus reduz 50% do consumo de energia em relação aos desktops normais, e utiliza o primeiro processador sem a presença de carbono do mundo. A arquitetura do Eco Focus foi principalmente projetada para economizar energia. O computador consome 60w em máximo uso do processamento, e próximo a zero na hibernação. Computadores normais consomem em média de 140w até 400w. “Pensar e refletir sobre questões ambientais é importante, mas é necessário investir em estratégias como esta para resolver os problemas que também são nossos“, enfatiza a Diretora da Compujob, Adriane Lengler. Ao contrário da maioria dos produtos ecologicamente corretos, o custo de aquisição do produto também é mais baixo. Isto é possível porque seus componentes priorizam a redução da energia e não o desempenho da máquina. Fontes de pesquisa: Por: Rafael Terra/Fabulosa Idéia Dicas Blogger/Juliana Sardinha

4 de junho de 2009

Aproveite para esperimentar o novo Windows 7

Windows 7 (RC) Download Oficial

A Microsoft visando conseguir o maior número de report sobre problemas e mudanças que possam melhorar seu novo sistema operacional chamado Windows 7 liberou publicamente a versão Release Candidate hoje nas versões Inglês, Alemão, Japonês...

Massssss, nossas fontes indicam que há uma versão em Português. Breve estará neste Blog a opção de download, enquanto isso, vá se familiarizando com a versão que disponibilizamos abaixo.

Nossa fonte: Blogblogs

faça o download aqui.

Veja fotos e imagens em 3D

Twins Visions 1.2.1.1667



Visions 1.2.1.1667 - o original da imagem em 3D.
Navegue em 3D através de sua coleção de fotos, bem como a oportunidade para manipular imagens.
Múltiplas pastas podem ser vistas como painéis separados, é fácil alternar entre elas, ou arrastar e soltar as imagens de um para outro. Um conjunto de ferramentas para edição incluem definição de contraste, brilho, cor, padrão e outros parâmetros.

Tamanho: 17.52MB
fonte: Hacker Virtual

Hacker Virtual


Livros – a estranha lógica editorial.

Não raro a gente sempre ouve falar que o brasileiro lê pouco, que os jovens não costumam gostar de livros, que falta cultura nesse país, essas coisas. Eu inclusive já tentei pesquisar e falar mais sobre o assunto, sempre apostando que a gente lê sim, e muito, mas não nos livros. E eu nunca vi ninguém conseguir explicar, por A + B, porque os livros são tão caros e tão inacessíveis nessa terra tupiniquim.

Encontrar explicações plausíveis era tão difícil, tão complicado, que eu resolvi pesquisar por conta. Fui atrás de editoras famosas, procurei falar com o atendimento das mesmas e questionar porque o valor de venda dos livros é tão alto. Cheguei até mesmo a perguntar à editoras internacionais, com o intuito de fazer uma comparação – afinal, todo mundo já ouviu falar pelo menos uma vez na vida que "livros norte-americanos em paperback são muito mais baratos que as edições nacionais". Mas foi tudo em vão, pouquíssimas delas responderam; algumas agradeceram o contato, outras me encaminharam a outros órgãos responsáveis (que também não responderam).  Fiquei decepcionada duas vezes, uma por não conseguir nenhum retorno satisfatório, outra por continuar com a minha dúvida.

Até que um dia, em um encontro despretensioso com o professor Paulo Franchetti, presidente do conselho editorial e diretor-executivo da Editora da Unicamp, tive a oportunidade de conversar com ele sobre algumas questões editoriais que me intrigavam, e além de respostas, tive um interessante panorama do processo de edição e publicação de livros no Brasil, o que eu acho que vale muito a pena compartilhar.

Como todos sabemos, ser brasileiro, além de conhecer samba e carnaval, subentende também o entendimento de alguns outros conceitos como corrupção, miséria, desigualdade e livros caros. E como a gente acaba sempre culpando a pessoa errada, toda vez que pensamos em livros caros maldizemos as editoras, usando todo o nosso repertório: corruptas, aproveitadoras, blablablá. Acontece que a culpa, na verdade, é das LIVRARIAS. Sim, aquela bonita livraria, com café e internet, música ambiente e tudo o mais está extorquindo de você, cobrando caro pelos livros que, normalmente, custam METADE do que você pagou.  Eu explico: As livrarias não adquirem os livros, elas os vendem por consignação, ou seja, os livros ficam na estante e, quando vendidos, o valor do livro é revertido para a editora. Isso tudo com a pequeníssima margem de 100% de lucro em cada exemplar. Pode começar a pedir compulsivamente descontos nas livrarias, sem dor na consciência. Elas podem, e você não está, de forma alguma, fazendo com que tenham prejuízo.

E tem mais: além de terem 100% de lucro, as livrarias cobram aluguel da estante onde os livros vão ficar. E por centímetro. Avalie você o quanto deve custar para uma editora para manter um Ulysses, de Joyce, em uma estante.  E – pasmem – quando um livro fica por muito tempo na estante sem ser vendido, as livrarias retornam esses livros para as editoras (que pagaram o aluguel da estante!), alegando que o livro não circulou. Isso explica a seção de best sellers, todos os clássicos, e o porquê de não encontrarmos livros que não estão no circuito comercial para pronta entrega, apesar das livrarias estarem sempre dispostas a fazer encomendas.

Se você, como eu, ficou surpreso e estarrecido com tudo isso, deve estar agora pensando em como poderíamos solucionar esse problema,  como, por exemplo, barateando o custo do livro, trocando a impressão em folha normal por papel jornal, essas coisas que encontramos nas edições paperback norte-americanas. Pois bem, o triste é que isso não é possível. Hoje em dia, o custo de um livro já é bastante barato, praticamente equivalente ao paperback americano, só que com melhor qualidade.

Segundo o professor Franchetti, o que acontece nos Estados Unidos é que sempre a edição em paperback é lançada depois da edição de luxo, com capa dura e costurada. Depois de toda essa tiragem ser vendida é que se publicam os livros em paperback, que basicamente é o livro em capa mole e com interior em papel jornal. Costumeiramente, as edições de luxo nos Estados Unidos acabam rápido, porque boa parte delas é adquirida pelas bibliotecas americanas, devido à sua durabilidade, e por colecionadores. No Brasil, nossas edições de luxo são lançadas apenas em algumas situações, como em comemoração a algum centenário, e têm uma tiragem bem pequena. E o nosso "paperback" tem um papel de melhor qualidade, pois existem subsídios do governo que barateiam o papel para livro, de forma que ele fica mais viável que o papel jornal.

Resumo da ópera: livro no Brasil é caro porque as livrarias apelam nos preços, e temos o nosso próprio paperback, que chamamos de capa-mole, que é muito melhor, em termos de qualidade, do que o paperback norte-americano.

Tudo isso me fez pensar em duas coisas: primeiro, de nada adianta termos e-readers, se vamos continuar vendo as livrarias lucrarem verdadeiros absurdos em cima de nossos livros; segundo, se um dia eu quiser ganhar muito dinheiro, vou abrir uma loja online e adquirir os livros das editoras, vendendo com 50% de margem de lucro. Mas aí, provavelmente, vão me tirar do mercado a força.

Portanto, é hora de parar de reclamar que brasileiro não tem cultura, que não lê livro, que não se esforça. A gente tem toda a cultura que a máquina de xerox deixa a gente alcançar. Assim, acho que já passou da hora de ter alguma medida que faça com que as livrarias fiquem mais sensatas, e parem de querer fazer fortuna em cima de quem quer "fazer" cultura.

Saiba mais sobre o assunto no artigo "Entenda a lógica estúpida do mercado editorial em 7 tópicos", de Alessandro Martins

 

 

 

Um Meteoro em direção à Terra.

O que seria do planeta Terra se um meteoro do tamanho de um estado brasileiro se chocasse com a Terra? 99,9% de todas as espécies de seres vivos que já viveram na Terra foram extintos. Por 5 vezes nos últimos bilhões de anos a Terra passou por catástrofes naturais que extinguiram quase todas as formas de vida. O ser humano surgiu logo depois da ultima grande extinção. A nossa vida e todas as formas de vida neste planeta são passeiros. A espécie humana é passageira da mesma forma que o planeta Terra é passageiro. Seus problemas são pequenos diante da eternidade do Universo fonte: espirita.na.net veja também -> -> ->

3 de junho de 2009

Lei Antifumo versus Lei Seca.

Rigor com o Tabaco e complacência com o Álcool.

Foi aprovado na última terça-feira, 07/04, o Projeto de Lei 577/08 que proíbe o uso de tabaco em qualquer ambiente fechado e coletivo.

Vejam o que vai mudar:

/> Agora, estamos aguardando uma lei tão rígida quanto para o uso do álcool. Psiquiatras garantem que o alcoolismo é tão prejudicial à saúde quanto o tabagismo. Milhares de indivíduos morrem todo ano em decorrência de seqüelas do uso crônico de etílicos e inúmeras famílias são dizimadas com sua força avassaladora. Veja o que diz a lei:

Segundo um estudo coordenado por estudiosos da Unicamp - Universidade Estadual de Campinas - o índice de mortalidade por consumo excessivo de álcool em 2002 chegou a 0,8 % nos homens e a 0.1 % nas mulheres.

Em 2002, no Brasil, 0,8% dos óbitos entre os homens e 0,1% entre as mulheres tiveram como causa básica direta o álcool. As estatísticas oficiais sobre mortalidade levam em conta apenas as perdas diretamente relacionadas ao consumo de álcool(intoxicação, psicoses, alcoolismo, cirrose hepática,etc.), quando não se podem ignorar as mortes que têm o álcool como fator contribuinte nos acidentes,homicídios e suicídios (Skog, 1986). Segundo Nemtsov (2002), em 1984, na Rússia, 32% de todas as mortes estiveram direta ou indiretamente relacionadas ao álcool, contrastando com os 3,1%dos registros oficiais.

Segundo dados colhidos no site da AMB – Associação Médica Brasil

eira - na atualidade o tabagismo concorre com 2,6% da mortalidade geral. Ou seja, os índices de mortalidade por tabagismo e por etilismo são muito próximos.

O alcoolismo é o diagnóstico campeão no ranking de internações psiquiátricas, correspondendo a 50 % em indivíduos do sexo masculino. e atinge cerca de 10 % dos adultos, conforme dados do CEBRID- Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas da Univeridade Federal de São Paulo (USP).

pt'>Fontes de Pesquisa: Jornais Globo, A Tarde, Correio da Bahia. Blogbloggs - Dra Juliana Sardinha, nossos agradecimentos.

Conheça melhor a sua Internet.

Como funciona a internet via rede elétrica?

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) regulamentou recentemente a internet banda larga via rede elétrica, que já está sendo testada em cidades brasileiras. A principal vantagem dessa tecnologia, que fornecerá acesso à web pela tomada, é o fato de ela aproveitar uma estrutura já existente para chegar a regiões onde outras alternativas de acesso rápido ainda não estão disponíveis.

Para ser oferecida comercialmente, a internet via rede elétrica (também chamada de BPL, sigla em inglês para broadband over power lines) ainda depende de um acordo entre as empresas de telecomunicações e as concessionárias de energia elétrica. Marcos de Souza Oliveira, gerente de
engenharia do espectro da Anatel, acredita que essa tecnologia pode chegar oficialmente ao mercado no segundo semestre de 2009.

Os preços e velocidade desse serviço ainda não estão definidos. Testes já realizados no país mostram que a conexão pode chegar a 21 megabits por segundo (Mbps), mas essa velocidade não será, necessariamente, repassada em sua totalidade para os consumidores.

Para adotar essa alternativa, os futuros usuários de BPL não precisarão fazer substituições no sistema elétrico -- a não ser que ele já esteja bastante deteriorado. O único investimento extra necessário para esse internauta é o modem BPL (com visual parecido ao de uma fonte para carregar a bateria de notebooks), que leva a conexão da tomada até o PC.

Continue lendo sobre esta estrutura.

Fonte de pesquisa: Blogblogs

 

Foto do Dia – Big Dipper, galáxias gêmeas.

Esta é a imagem do Big Dipper, siga sua alça até que você alcançe a última estrela brilhante. Agora, basta um pequeno deslize do seu telescópio para sul e oeste e você descobrirá este maravilhoso par de galáxias interagindo, que constam no famoso catálogo de Charles Messier, denominado como Entrada 51. Na grande galáxia vemos a nebulosa em espiral, com estrutura bem definida, catalogada como NGC 5194. Seus braços espiralados formam corredores de poeira que claramente varrem, à frente, a sua galáxia companheira, à esquerda, denominada NGC 5195. Esta dupla, está eqüidistante (oficialmente) cerca de 31 milhões de anos-luz, dentro dos limites angulares da pequena constelação Canes Venatici. Embora a M51 tenha aparência pálida e difusa para o olho humano, acima do tempo de exposição e da profundidade do campo de imagem, as tomadas realizadas pelo telescópio espacial Rubble no mês passado mostram a complexidade que envolve realmente a menor galáxia. Fontes de Pesquisa: NASA Official/NASA Journal: Phillip Newman Specific rights apply . Autores e editores: Robert Nemiroff (MTU) & Jerry BONNELL (UMCP)

1 de junho de 2009

Colônias Espirituais



Não existem muitas diferenças entre os mundos do além e os lugares que
encontramos aqui na Terra. Da mesma forma que aqui na Terra, lá você
encontra lugares bonitos e lugares feios, lugares agradáveis povoados
por gente boa e lugares desagradáveis povoados pela pior espécie de
pessoas.


Lá do outro lado as pessoas se reúnem de acordo com suas afinidades ou
vibrações. Pessoas positivas, alegres, de boas vibrações viverão em uma
colônia repleta de pessoas semelhantes. Uma pessoa má, negativa e
pessimista se sentirá melhor em companhia de pessoas iguais e será
levada a viver numa colônia construída e administrada por pessoas
semelhantes. Existem casos em que os seus sentidos só funcionam diante
de pessoas que vibram igual a você. Um espírito bom e de vibrações
elevadas pode ser invisível aos olhos de espíritos de baixa vibração.I


Isso faz a diferença entre as diversas colônias e regiões do mundo
espiritual. Não é dificil imaginar que deve haver diferenças entre um
lugar criado e administrado por pessoas boas e por espírito elevado e
um local administrado por pessoas ruins de espírito baixo.

Sobre todas as cidades do planeta Terra existem universos paralelos, regiões
espirituais invisíveis para nossos sentidos limitados, indetectáveis a
partir dos instrumentos e tecnologias que possuimos hoje. Sobre a
cidade onde você mora certamente existem uma ou mais colônias habitadas
por pessoas que não se encontram mais nesta dimensão onde vivemos.


As colônias são verdadeiras cidades de grande, medio ou pequeno porte. Não
existe nada mágico, não é um mundo de fadas cheio de efeitos especiais.
Tudo que temos aqui na Terra temos lá. Afinal de contas as cidades da
Terra e as cidades do além foram construídas por nós mesmos. Desta
forma são semelhantes. Lá você encontra casas, prédios, escolas,
hospitais, praças, jardins, lagoas, rios, animais, fábricas, alimentos,
máquinas, veículos para transporte, instituições governamentais,
hierarquia. As colônias ocupam um área delimitada cercada por muralhas
e sistema de proteção para evitar a invasão de espíritos vindos das
regiões sombrias.


Sobre a cidade do Rio de Janeiro encontramos uma colônia chamada Nosso Lar, a primeira descrita por um espírito chamado André Luiz.
Na época do livro existiam mais de 1 milhão de almas que lá habitavam.
Sobre a cidade de São Paulo encontramos 3 grandes colônias. Existem
referências sobre colônias localizadas na região de Brasília e Ribeirão
Preto/SP devido à sua beleza.


As colônias espirituais do Brasil foram criadas há pouco tempo, tendo
início com a colonização do país. Antes já existiam núcleos menores
ocupados por indígenas. Existem colônias no oriente com milhares de
anos de existência. As maiores e mais belas se localizam sobre a Índia
e o Tibet. As colônias possuem intenso intercâmbio entre si e com os
postos de socorro que são locais subordinados a elas e que se encontram
em planos espirituais mais baixos (inclusive na Terra) para ajudar e
resgatar almas perdidas nas regiões de sombra (Umbral).


Algumas colônias possuem Escolas de Regeneração e grandes Hospitais para onde
são levados os espíritos resgatados em regiões do Umbral. Estas pessoas
passam por ensinamentos e tratamento para se recuperarem dos problemas
morais e sentimentos negativos que ainda as prendem em níveis mais
baixos.


Fontes:

Site Vida e Morte.

Sociedade de Paris, 14 de outubro de 1864 – transcrição:  Médium Sr. Delanne

Revista Espírita – Ano 8 – Maio/1865

Para saber mais sobre Colônias Espirituais: CLIQUE AQUI



31 de maio de 2009

As Colônias Espirituais


http://www.feedblitz.com/t.asp?/406488/18415299/http://2.bp.blogspot.com/_7U7wqOuGicg/SeKoE7yOc-I/AAAAAAAADYo/X-EzJTFa8o0/s1600-h/MoonTemple.jpg

Não existem muitas diferenças entre os mundos do além e os lugares que encontramos aqui na Terra. Da mesma forma que aqui na Terra, lá você encontra lugares bonitos e lugares feios, lugares agradáveis povoados por gente boa e lugares desagradáveis povoados pela pior espécie de pessoas.

Lá do outro lado as pessoas se reúnem de acordo com suas afinidades ou vibrações. Pessoas positivas, alegres, de boas vibrações viverão em uma colônia repleta de pessoas semelhantes. Uma pessoa má, negativa e pessimista se sentirá melhor em companhia de pessoas iguais e será levada a viver numa colônia construída e administrada por pessoas semelhantes. Existem casos em que os seus sentidos só funcionam diante de pessoas que vibram igual a você. Um espírito bom e de vibrações elevadas pode ser invisível aos olhos de espíritos de baixa vibração.

E isso faz a diferença entre as diversas colônias e regiões do mundo espiritual. Não é dificil imaginar que deve haver diferenças entre um lugar criado e administrado por pessoas boas e por espírito elevado e um local administrado por pessoas ruins de espírito baixo.

Sobre todas as cidades do planeta Terra existem universos paralelos, regiões espirituais invisíveis para nossos sentidos limitados, indetectáveis a partir dos instrumentos e tecnologias que possuimos hoje. Sobre a cidade onde você mora certamente existem uma ou mais colônias habitadas por pessoas que não se encontram mais nesta dimensão onde vivemos.

As colônias são verdadeiras cidades de grande, medio ou pequeno porte. Não existe nada mágico, não é um mundo de fadas cheio de efeitos especiais. Tudo que temos aqui na Terra temos lá. Afinal de contas as cidades da Terra e as cidades do além foram construídas por nós mesmos. Desta forma são semelhantes. Lá você encontra casas, prédios, escolas, hospitais, praças, jardins, lagoas, rios, animais, fábricas, alimentos, máquinas, veículos para transporte, instituições governamentais, hierarquia. As colônias ocupam um área delimitada cercada por muralhas e sistema de proteção para evitar a invasão de espíritos vindos das regiões sombrias.

Sobre a cidade do Rio de Janeiro encontramos uma colônia chamada Nosso Lar, a primeira descrita por um espírito chamado André Luiz. Na época do livro existiam mais de 1 milhão de almas que lá habitavam. Sobre a cidade de São Paulo encontramos 3 grandes colônias. Existem referências sobre colônias localizadas na região de Brasília e Ribeirão Preto/SP devido à sua beleza.

As colônias espirituais do Brasil foram criadas há pouco tempo, tendo início com a colonização do país. Antes já existiam núcleos menores ocupados por indígenas. Existem colônias no oriente com milhares de anos de existência. As maiores e mais belas se localizam sobre a Índia e o Tibet. As colônias possuem intenso intercâmbio entre si e com os postos de socorro que são locais subordinados a elas e que se encontram em planos espirituais mais baixos (inclusive na Terra) para ajudar e resgatar almas perdidas nas regiões de sombra (Umbral).

Algumas colônias possuem Escolas de Regeneração e grandes Hospitais para onde são levados os espíritos resgatados em regiões do Umbral. Estas pessoas passam por ensinamentos e tratamento para se recuperarem dos problemas morais e sentimentos negativos que ainda as preendem em níveis mais baixos.

Fontes:
Site Vida e Morte

Sociedade de Paris, 14 de outubro de 1864 – transcrição:  Médium: Sr. Delanne

Revista Espírita – Ano 8 – Maio/1865

Para saber mais sobre Colônias Espirituais: CLIQUE AQUI



Descubra uma nova internet. Internet Explorer 8. Mergulhe.

O Cometa Verde – nova descoberta.

http://science.nasa.gov/headlines/y2009/images/greencomet/Jack-Newton1.jpg

http://science.nasa.gov/headlines/y2009/images/greencomet/skymap_north_lulin_06feb09.gif

Em 1996, um garoto de 7 anos na China, vê, refletido sobre o visor de um pequeno telescópio, algo que mudaria sua vida - um cometa flamejante de beleza, brilhante e com uma cauda ativa. 

Inicialmente ele pensou que o havia descoberto, mas desapontado descobriu que dois homens chamados "Hale" e "Bopp" tinham precedidos a ele. 

Dominando o seu desapontamento, o jovem Quanzhi Ye prometeu a si próprio que um dia encontraria o seu próprio Cometa.

E um dia, ele fez.

Avançaremos rapidamente para um verão à tarde, em Julho de 2007.

Quanzhi Ye, agora com 19 anos é estudante de meteorologia na Universidade Yat-sen, na China. Curvado sobre a sua secretária para traçar em preto e branco um campo estelar.

A foto foi tirada na noite anterior por Taiwan astrônomo Chi Sheng Lin, numa vigília do céu, no Observatório de Lulin.

Ye segue observa as imagens acompanhando com o dedo ponto a ponto e para. Uma das estrelas não era uma estrela, é um Cometa, e desta vez Ye vi-o primeiro.

Cometa Lulin, nomeado após o observatório em Taiwan, onde a foto foi tirada e feita a descoberta, se aproxima agora da Terra. de "É uma beleza verde que poderia tornar-se visível a olho nu em qualquer dia que passou", disse Ye.

  O astrónomo amador Jack Newton envia esta foto de seu campo de observação, no Observatório no Arizona:

O cometa torna a sua maior aproximação à Terra (0,41 UA), em fevereiro 24, 2009. As estimativas atuais peg o máximo de brilho na 4a ou 5. Magnitude, o que significa céu escuro país seria obrigado a vê-lo. Ninguém pode dizer com certeza, no entanto, uma vez que esta parece ser Lulin da primeira visita ao interior do sistema solar e sua primeira exposição à luz solar intensa. Surpresas são possíveis.

 

Lulin, sua cor verde vem dos gases que compõem a sua atmosfera.  ( a partir do núcleo do cometa contem cianogénio (NC: um gás venenoso encontrado em muitos cometas) e diatômico carbono (C 2). Ambas as substâncias produzem o brilho verde quando iluminado por luz solar, a curto-vácuo do espaço.

Em 1910, muitas pessoas ficaram em pânico quando astrônomos revelaram que a Terra iria passar pelo cianogénicos-ricos da cauda do Cometa Halley. Falso alarme: A delgada cauda do cometa não podia penetrar a densa atmosfera da Terra, e mesmo que tivesse penetrado, o que não houve, não havia quantidade suficiente de cianogénicos para causar problemas reais. 

O Cometa Lulin irá causar ainda mais problemas do que Halley fez. Na abordagem mais próxima, em finais de Fevereiro de 2009, Lulin passou a 38 milhões de milhas da Terra, totalmente inofensivo.

"A descoberta não poderia ter sido feito sem a contribuição de ambos os lados do estreito que separa os nossos países. Chi Sheng Lin e outros membros do Observatório Lulin pessoal me permitiu obter as imagens que queria, enquanto eu analisados os dados e considerou o cometa. "

"Espero que minha experiência possa inspirar outros jovens a prosseguir os mesmos sonhos estrelados como eu", disse Ye.

Fontes de Consulta:

Author: Dr. Tony Phillips | Credit: Science@NASA

Comet Lulin resources: ephemeris , 3D orbit , photo gallery 

Blog do Quanzhi Ye: continua a seguir o cometa em todo o céu noturno.

Veja suas experiências em Inglês e chinês: clique aqui.

Futuro da NASA: Exploração Espacial E.U. Política

 

Veja também:

Cometa Lulin - recursos: Ephemeris, órbita 3D, galeria de fotos